domingo, 23 de março de 2014

(sem título)


e é quando dói mais
que deves abrir o peito
e dizer sim à vida
e é quando tens mais medo
que deves ir e fazer
e dizer sim a ti
viver a partir do coração
sempre partindo do coração
viver a partir do centro
viver a partir do desejo
conquistar o espaço
ser digna dele
ser digna da respiração
e do coração que bate no peito
ser digna da voz
e da visão
ser digna do tacto

se não usarmos o amor
ele perde-se
se não usarmos o corpo
ele deixa de existir
porque o vinho que bebemos é doce
e azeda se não soubermos viver


Sem comentários: