domingo, 20 de abril de 2014

(sem título)


papá, acolhe-me na tua perna
e guarda-me até eu ser forte
protege-me bem até eu ser grande
e não me deixes ir até estar completa

porque a vida é um torno
que não para de girar
e as mãos que moldam magoam
até estarmos prontos

proteges-me, papá?
prometes?


Sem comentários: